segunda-feira, 21 de agosto de 2017

A Cidade que me viu nascer

Esta foi a cidade que me viu nascer.

Nunca lá morei, somente lá fui nascer.

Gosto da Praça da Fruta (que não tem só fruta) onde adoro comprar:
-Queijo fresco
-Alfaces
-Tomates
-Maracujás
-Azeitonas pretas gradas
-Tremoços
-Cajus
-Amêndoas
-Tâmaras
-Castanhas do Brasil

Hoje fomos lá, estava um calorão, mas à tarde quando chegámos à praia estava nublado.

Como posso eu entender o Oeste?

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Fantasmas...

A tarde de ontem foi a "modos que dada a birras" (2 numa hora e meia) de maneira que na hora de dormir a coisa não podia ser simples.
A Sal não queria ir dormir ejtão a desculpa eram os fantasmas.

Sal: - Quero a luz acesa, há fantasmas!

Eu: - Ai sim? Onde?

Sal: - Aqui no quarto!

Eu: - Não os vejo. Se calhar não sei o que são fantasmas. O que são fantasmas?

Sal: - Não sei!

Eu: - Então se não sabes o que são fantasmas e nem vês nada não deves ter medo.

Sal: - O G. diz que são assustadores. Eu tenho medo (tapa a cabeça com almofada).

Eu: - Como são os fantasmas?

Sal: - Brancos e assim assim (faz gestos com as mãos para cima e para baixo).

Eu: - Se calhar os fantasmas sã nuvens fofinhas e não há aqui nenhuma.

Sal: - Não. Os fantasmas têm olhos maus e estão nas teias de aranha que estão dentro de uma pedra grande que se abre.

Ena tanta imaginacão.

Birras

Muito se escreve (e fala) sobre as birras mas o certo é que só quem assiste a uma birra sabe o quanto é difícil lidar com isso. Há uns anos atrás (e até já depois de ser mãe da Mar) mandaria postas de pescadas para o ar (em silencio mas mandaria) mas hoje em dia não.

Uma criança com o "modo birra ligado" não ouve nada nem ninguém e a palmada não lhe aquece nem arrefece.

Depois da birra passada (já numa fase de calmia) às vezes (depende da idade) consegue dizer porque a fez.

Antes (o ano passado por exemplo) ficava super irritada e literalmente passada com as birras, agora quase nunca, fico é com muita pena de não conseguir ajudar. Bem...se calhar já sei alguma coisa.. Não ficar passada deve ajudar!

Depois da tempestade vem a bonança!
Depois de um birra ENORME ontem (uma vez mais) acalmou no colo (pediu o sling) e lá foi ela no aconchego.

sábado, 12 de agosto de 2017

Dia do filho do meio?!!

Vi já não sei onde que hoje era o dia do filho do meio. Ri-me! Há lá dias para isso? Parece que sim! Ok!

Por acaso hoje a Sal foi bem beneficiada, pois fomos à praia mas a Mar ficou na casa dos avós esta noite. Além do mais o pai também foi à praia. Era 1 adulto para cada criança contrariamente a ontem e anteontem em que era eu a única para 3..

Estava uma manhã espetacular com solinho, ainda que com um poquinho de vento. A maré estava vazia e deu para brincar muito!
A seguir à praia fomos para casa, houve banhos e almoço (tardio). Estava quase sem coragem para passar a ferro mas lá fui eu..teve de ser.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Enchi-me de "coragem" e fui à praia (com todos)

No ano passado a última vez que fui à praia foi no meu dia de anos, que por sinal foi o primeiro dia de trabalho do pai a seguir às férias (já estão a pensar mal dele...eu tb pensei). Ora o ano passado foi um verão (zão) de calor do melhor e eu tinha estado 2 semanas no Baleal a curtir o sol (que é o mesmo que dizer de papo para o ar e super grávida) com as miúdas e namorido. Naquele dia pensei em ir à praia na mesma, mesmo sem o pai (grande erro). Acontece que a Salomé faz uma birra descomunal (22minutos aos gritos) ao sair do carro porque queria à força toda levar o carrinho do Nenuco para o areal. Ora eu debaixo daquela brasa e mega grávida ia falecendo ali e jurei para nunca mais ir sozinha com a catraia à praia.
Mentira...
Hoje decidi ir à praia não só com as catraias como levar o baby boy. Ela portou-se lindamente na praia, aliás portou-se limdamente de manhã também mas eu receava algum ataque de sono ao fim do dia. Nada disso...esperacular que só visto porque contado não dá para acrediatar.

Está uma crescida a moça!!!

Eu fiquei orgulhosa da minha coragem (babei) o pior é que Ver os 3 a dormir no regresso a casa fez-me esse efeito ou então era porque nao me aguentaca em pé de tsnto cansaço. Senti que fechei os olhos durante a condução e apanhei um susto ou um cagaço como se diz por aí. "Caredos" que medo de mim!!!